Busca

For-j Treinamentos

Treinamentos e consultorias em engenharia de software.

Criando Sistemas Manuteníveis # 5

Fernando Franzini Blog

man-drawing-an-electrical-diagram-chamadaMantenha as interfaces das unidades simples

A maneira de manter as interfaces simples é detectar blocos de dados aglomerados, mantendo-as assinaturas método a um máximo de quatro parâmetros. A maneira de aplicar esta orientação é através do agrupamento de parâmetros em novas nova classe usadas como parâmetros, ao invés de passar como parâmetros individuais. Gostaria de aprender práticas de arquitetura de software? Veja nosso curso AQT M1 – Arquitetura de Software com Java.

Este post faz parte de uma serie de posts, veja o inicial.

“Ela terá um menino, e você porá nele o nome de Jesus , pois ele salvará o seu povo dos pecados deles.” Mateus 1:21

Ver o post original

Ampps – Uma stack alternativa para desenvolver PHP

Guilherme Costa

Para quem está acostumado com as stacks de desenvolvimento Wamp, Lamp, Mamp e até a cross-platform XAMPP,  existe também a stack Ampps, que possui muito mais serviços embutidos dentro de sua stack.amppsAlém das ferramentas tradicionais, o Ampps possui linguagem Python e MongoDB. Com apenas uma única instalação você tem de maneira fácil tudo rodando em sua máquina, pronto para rodar ou desenvolvedor produtos que usufruem dessas tecnologias.

Vale a pena dar uma conferida em: http://www.ampps.com/


Isto se escreverá para a geração futura; e o povo que se criar louvará ao Senhor. Salmos 102:18

Ver o post original

Lançamento do Curso EAD PHP F1 – Fundamentos Básicos

Fernando Franzini Blog

org-320%2fschool-320%2f3bf3c880418c5a025cd797818bfbdc88%2fphplenguajeObjetivos

Objetivo deste curso é introduzir o participante à tecnologia PHP, tendo como foco principal formar uma base sólida de conhecimentos iniciais. O curso aborda a montagem do ambiente de desenvolvimento e os fundamentos básicos da linguagem de programação PHP.

Público Alvo

Estudantes que queiram adquirir conhecimentos iniciais e básicos sobre a plataforma PHP.

Nível de Dificuldade

Básico iniciante.

Pré-requisitos

  • Lógica de programação ou conhecimentos em alguma linguagem de programação.
  • Pc contendo no mínimo de 2 GB RAM com Windows VISTA/WIN7/WIN10.

Exercícios

Total de 38 exercícios, 3 minutos em média de tempo para cada um.

Tempo de Aula

  • 4h00 de videos em aulas.
  • 1h20 de exercícios práticos.
  • Total aproximado de 5h20 de horas em aula.

Disponibilidade

Acesso ilimitado por 45 dias a partir da matrícula.

EAD

Conteúdo Programático:

Introdução

  • Por…

Ver o post original 320 mais palavras

Aula Grátis – Curso PHP F1

Guilherme Costa

O PHP é uma das linguagens mais utilizadas no mercado para desenvolvimento de aplicações Web, confira essa aula grátis do nosso curso EAD.

Venha  aprender o PHP, uma linguagem simples, intuitiva e com grande poder de mercado.

Conheça o nosso curso clicando no link a seguir : Curso PHP F1 – Fundamentos Básicos

Ver o post original

Feedback Ead – Arquitetura de Software com Java

Fernando Franzini Blog

feedback-positivo“O treinamento Arquitetura de Software com Java tem um nível excelente de conteúdo, ele conseguiu ser instrutivo do início até o fim. Não é um treinamento cansativo, é muito fácil acompanhar as explicações, o estudo de caso mata todas as questões descritas conceitualmente e o Fernando Franzini, instrutor possui uma didática impressionante! Indico esse treinamento a TODOS que querem desenvolver programas sem medo de dar manutenção nele futuramente!”

Alan Messias Cordeiro de Lacerda, São José do Jacuípe – BA.

Ver o post original

Catálogo de Refatoração: Organizando Dados #6

Fernando Franzini Blog

1429038287_86543231Substituir Enumeração pelo Padrão State ou Strategy – use quando encontrar uma classe que tenha uma enumeração numérica utilizada como variáveis inteiras que tenha influência no comportamento da classe, mas que por algum motivo você não consegue substituir por subclasses. Substitua a enumeração por um objeto que represente o estado do objeto original usando State ou Strategy, escolhendo o que se ajustar melhor a situação especifica.

Substituir Subclasse por Campo – use quando encontrar subclasses que diferem somente em métodos que retornam dados constantes. Transforme os métodos em campos na superclasse e elimine as subclasses uma vez que esse tipo de situação não se justifica sua existente.

Para todas as informações, veja o post inicial.

“Tenha cuidado com o que você pensa, pois a sua vida é dirigida pelos seus pensamentos.” Provérbios 4:23

Ver o post original

As dificuldades da Integração Entre Soluções

Fernando Franzini Blog

integracaoUma solução não vive sozinha

As aplicações de hoje raramente vivem isoladas. Os usuários esperam acesso instantâneo a todas as funcionalidades, que podem ser fornecidas por aplicativos e serviços diferentes, dentro ou fora da corporação. Sendo assim, a integração de soluções nas corporações hoje é um requisito obrigatório para qualquer negocio. Em um mundo ideal, pode se imaginar uma organização que tenha um sistema único e coeso, projetado desde o inicio para funcionar de forma unificada e coerente. Porém, a realidade que vemos é completamente diferente. Em uma empresa, mesmo que pequena, muito dificilmente existe apenas uma aplicação. E mesmo que se opte por desenvolver tal aplicação única, diversos seriam os desafios que acabariam por inviabilizar a estratégia.

Integrar é dificil

E para cumprir esse requisito, projetistas e arquitetos de software precisam considerar que integrações são complexas e cheios de desafios, uma vez que podem ocorrer entre soluções estruturadas, de diferentes…

Ver o post original 1.032 mais palavras

Feedback Curso Ead – Groovy F2

Fernando Franzini Blog

feedback-positivo“O curso Groovy F2 é um complemento imperdível do curso de Groovy F1, destaque para as aulas de GDK e principalmente de programação funcional com closure que nos mostra como criar blocos de códigos anônimos que podem ser utilizados em qualquer parte de um sistema. Muito bom!!!”

Marcos Di Nallo, Londrina – PR.

Ver o post original

Mensageria não é um bicho de 7 cabeças # 2

Fernando Franzini Blog

activemq-5-x-box-reflectionNo último post Mensageria não é um bicho de 7 cabeças # 1, eu te ensinei a como integrar um serviço completo de MOM de forma simples e rápida para qualquer solução java standalone. Hoje eu vou dar continuidade no assunto, te ensinando a ativar os 4 serviços mais básicos indispensáveis que vão deixar sua solução com aquela cara de “produto de integração profissional” MOM de grande porte. Aperte os cintos e venha comigo:

1.Pooling de Fila

É  muito comum em integrações usando MOM que as filas tenham um pooling de objetos mínimos e máximo, com o objetivo de dar uma boa vazão no consumo das mensagens simultâneas, em caso de acumulo e alta demanda. Para ativar esse serviço em nossa solução, use a propriedade concurrency na configuração do consumidor da fila. Segue abaixo um exemplo:

1

No exemplo acima estamos configurando um listener de fila que conterá um pooling…

Ver o post original 808 mais palavras

Oracle Java Magazine – Janeiro/Fevereiro 2017

Fernando Franzini Blog

sem-titulo

Faça donwload grátis direto no site – Oracle Java Magazine

“E o meu Deus, de acordo com as gloriosas riquezas que ele tem para oferecer por meio de Cristo Jesus, lhes dará tudo o que vocês precisam.” Filipenses 4:19

Ver o post original

Porque eu uso Groovy? # 1

Fernando Franzini Blog

freedomEstes dias me perguntaram o por que eu parei de escrever meus programas Java com a linguagem Java padrão e passei a utilizar a linguagem Groovy. São vários os motivos, e hoje quero falar de alguns.

Dont Repeat Yourself – DRY

DRY é uma abreviação para o inglês Don’t Repeat Yourself, “Não se Repita”. É o primeiro princípio do desenvolvimento de software mencionado por Andy Hunt e Dave Thomas no clássico livro O Programador Pragmático. O princípio basicamente declara que não se pode fazer coisas repetidas ou duplicadas ao longo do desenvolvimento de software. Isso ocasiona alta manutenção, aumenta a complexidade, reduz a qualidade da solução final e deixa a coisa extremamente chato e cansativo de fazer.

Linguagem Java é repleta de DRY

Se você ainda não reparou, a linguagem Java padrão esta repleta de DRY, obrigando o desenvolver que a usa todos dias fazer a mesma coisa de…

Ver o post original 414 mais palavras

Feedback Livro: Spring TutoriaisPoint

Fernando Franzini Blog

sem-tituloOntem eu terminei de ler o ebook Spring TutoriaisPoint e gostaria de dar minha opinião sobre. É um ótimo material de spring framework usando a versão 4.x trazendo fundamentos da parte core e alguns outros serviços básicos com TemplateJdbc, Transação e SpringMVC. O bom desse material é que ele pontua bem a questão que, para aprender spring os candidatos precisam dos fundamentos básicos de IoC e AOP. Para quem vai começar em spring, esse ebook pode ser um bom ponto de partida. T+.

“Assim também Cristo foi oferecido uma só vez em sacrifício, para tirar os pecados de muitas pessoas.” Hebreus 9:28 

Ver o post original

Primeiro encontro técnico 2017 – SouJava

Fernando Franzini Blog

downloadOlá pessoal , compartilhando um evento bacana sobre MicroProfile. Para começar o ano, o Soujava seguirá falando da iniciativa MicroProfile. Esta é uma iniciativa conjunta de diversas empresas e comunidade com o objetivo de criar um profile Java para a arquitetura de microsserviços. Evento acontecerá em quatro dias diferentes, um dia para cada provedor do MicroProfile, e será a partir das 19:30 e você pode assistir diretamente de sua casa.

“Que a sua felicidade esteja no SENHOR! Ele lhe dará o que o seu coração deseja.” Salmos 37:4

Ver o post original

Serialização – Item 76

Fernando Franzini Blog

batterdispenserCrie métodos readObject defensivamente

Sempre que você criar um método readObject, assuma a atitude de quem está criando um construtor público que tem que fornecer uma instância válida, independente do fluxo de dados a receber. Não assuma que o fluxo de bytes representa uma instância serializada real, uma vez que o ele pode ser maliciosamente manipulado. Portanto, mantenha a mesma política de um construtor validando os argumentos (Item 38), usando copias defensivas de parâmetros onde apropriados (Item 39) e não invocando métodos abertos para polimorfismo. Isso impedira qualquer violação de invariância.

Para todas as informações, veja o post inicial.

“..sintam-se felizes quando passarem por todo tipo de aflições. Pois vocês sabem que, quando a sua fé vence essas provações, ela produz perseverança.” Tiago 1:2-3

Ver o post original

Características de um Arquiteto de Software #3

Fernando Franzini Blog

wellroundedarchitect-1024x574-1Ser um Desenvolvedor

Fazer boas escolhas arquiteturais consiste basicamente na responsabilidade de equilibrar um ideal arquitetônico conceitual com o estado real de um sistema de software. Por exemplo, não há sentido em optar por um banco de dados de documentos a um sistema se o domínio do problema é mais adequado para um banco de dados relacional, mesmo que seja chato. Um arquiteto pode se sentir tentado a impor tecnologias ou escolhas arquitetônicas sem considerar o fundamento do problema. A melhor maneira de um arquiteto mitigar isso é gastando tempo com desenvolvedores e tempo no código. Entender como o sistema foi construído, e suas restrições, dará ao arquiteto mais informações sobre as escolhas certas para o ambiente. Para qualquer dúvidas, veja o post inicial dessa série.

“Mas o Senhor Jesus é fiel. Ele lhes dará forças e os livrará do Maligno.”2 Tessalonicenses 3:3

Ver o post original

Blog no WordPress.com.

Acima ↑